zulupa.com.br
quarta-feira, 18 de outubro de 2017

Notícias / Economia

 

22/07/2017 19h41 - Atualizado em 22/07/2017 19h50

Produtores de etanol dizem que alta de impostos reduz competitividade sobre gasolina

Levantamento do G1 com preços da semana passada mostra que vale a pena abastecer com etanol apenas em dois estados; governo elevou imposto para gasolina, diesel e etanol.

 

A União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica), entidade que representa os produtores de etanol, se manifestou neste sábado (22) contra a decisão do governo de elevar os impostos de combustíveis. O setor chegou a ser apontado como um dos beneficiados com a medida, que colocou taxas maiores para o diesel e a gasolina do que para o etanol. Mas, nos cálculos da Unica, a mudança tributária reduzirá a competitividade do álcool sobre a gasolina.

O etanol disputa com a gasolina a preferência de quem tem um carro flex. Em geral, vale a pena abastecer com álcool se ele custar até 70% do preço do litro de gasolina, segundo a Unica. Atualmente, o álcool está em desvantagem em relação a gasolina em quase todo o país (veja a comparação por estado no fim da reportagem).

Para especialistas, as novas taxas de imposto aplicadas sobre os diferentes combustíveis podem mudar essa conta. "Acredito que a competitividade do álcool com a gasolina, que estava sendo dificultada, tem condições de se recuperar, aumentando as vendas de etanol", disse o sócio-diretor da JOB Economia e Planejamento, Julio Maria Borges, a agência Reuters.

Na última quinta-feira (20), o governo aumentou em R$ 0,41 o PIS e Cofins para a gasolina. No caso da gasolina e diesel, a cobrança será feita na refinaria. Para o etanol, a alta foi de R$ 0,20, sendo R$ 0,01 para o produtor e R$ 0,19 para o distribuidor (veja tabela abaixo).

 

Governo anuncia alta de tributos sobre combustíveis (Foto: Ministério da Fazenda )