zulupa.com.br
segunda-feira,23 de novembro de 2020

Colunas / Cultura

 

10/11/2020 20h08 - Atualizado em 10/11/2020 21h37

Dinheiro na mão é vendaval

Paulo Schultz Paulo Schultz
Professor
Para quem faz campanhas eleitorais baseadas e  aliadas ao poder econômico , dinheiro na mão é vendaval.
 
Um vendaval destrutivo e nefasto.
 
Porque este dinheiro, sendo utilizado para corromper e sabotar o desejo e a esperança de milhares, é como um vendaval que vem para destruir a possibilidade de um futuro digno de muita gente.
 
É um  dinheiro cínico, porque  quem o oferece sabe disso.
 
Sabe que está  pisando em cima da dignidade de milhares de pessoas.
 
Sabe que está oferecendo *um alívio momentâneo para as mazelas, carências e necessidades das pessoas, e ao mesmo tempo,  está ceifando a possibilidade de que estas pessoas tenham cidadania e dignidade de forma duradoura nas suas vidas. 
 
Todo período eleitoral eles aparecem: os operadores da ação pesada e fria da distribuição do dinheiro que o poder econômico dispõe para fazer impor a sua vontade e fazer maioria suficiente para que seu projeto vença.
 
Entram no período eleitoral de forma sorrateira, e à medida que este período avança, e se aproxima do finalmente, vão aumentando o volume, vão intensificando e apertando o cerco, avolumando recursos para garantir o seu objetivo: pisar na vontade das pessoas e impor-se.
 
Enfrentar esta força é uma tarefa dura, tensa, mas é a tarefa necessária.
 
É tarefa de quem se propõe a respeitar as pessoas, tratá-las com a humanidade e a sensibilidade de quem quer cidadania para todos.
 
Enfrentar essa força  é querer conter com firmeza o vendaval que ela produz na mente de milhares -  um vendaval imposto por cédulas de dinheiro transportadas nas mãos dos operadores desta ação disruptiva.
 
Que no encerramento deste período eleitoral, após esse duro embate, entre o vendaval endinheirado de quem está aliado ao poder econômico, e a força solidária dos que querem respeito e cidadania para todos, vença a força solidária, pois é ela que quer construir, afirmar a possibilidade para todos.
 
Ao trabalho.

 

Este artigo é de responsabilidade exclusiva do seu autor, não representando necessariamente a opinião do portal.

 

Comentários

Pena q a maleza de muitos, somados a ignorancia, o dinheiro tem campo fértil...e quem usa disso nao tem o mínimo de ética pra sentir-se mal nessa operação de lesa cidadania.

Nelson Dall agnese - 10/11/2020 23h22

Excelente texto Professor Paulo! Muito esclarecedor.

Flavio Girardon - 10/11/2020 23h02

 

Comente estE ARTIGO

Mensagem  
Nome  
E-mail*  
   
  * não será publicado.

 

Soluty Zulupa.com.br © 2010. Todos os direitos reservados.
contato@zulupa.com.br - (55) 99700 5946 / 99613 5633