zulupa.com.br
terça-feira,25 de fevereiro de 2020

Colunas / Cultura

 

01/10/2019 22h10 - Atualizado em 01/10/2019 22h17

A verdade é o dom de iludir

Paulo Schultz Paulo Schultz
Professor
Primeiro, diziam...
"precisamos fazer a reforma trabalhista, com ela vão surgir novas oportunidades de emprego".
Foi aprovada e posta em vigor, e o resultado não apareceu.
Os poucos empregos criados foram, majoritariamente, no formato precário que a nova legislação permite.
 
*No mais, desemprego de quase 13 milhões de brasileiros, e quase 40 milhões na informalidade, no "bico"*.
 
Depois, vieram com a conversa de que a reforma da previdência é essencial para o país, e que a previdência reformada  vai colocar o Brasil nos trilhos do crescimento e do emprego.
A reforma está aí, ainda em processo de tramitação e discussão, mas a conversa já mudou - agora, dizem os vendedores de ilusões, já não basta somente a reforma para gerar empregos.
 
Aqui no Rio Grande do Sul, antes com Sartori (MDB), e agora com Leite (PSDB), o mesmo mantra:
"Nos permitam vender empresas estatais, quem sabe  Banrisul e Corsan também, e nós faremos o estado sair das dificuldades, e investir em educação, saúde e segurança".
 
Papo reto: a realidade é que, onde reformas aconteceram, ou onde privatizações aconteceram, o que se seguiu não foi a melhoria prometida  para as pessoas.
 
O que se seguiu foi a diminuição da prestação do serviço público, principalmente para as pessoas que mais precisam,e a saúde, educação  e segurança continuaram na mesma condição de antes..
O que se viu foi o encarecimento de serviços que antes eram prestados pela coisa pública, e que, tendo sido repassados para a  iniciativa privada,  passaram a ser oferecidos sob a ótica do lucro, encarecidos e  prejudicando as pessoas, sobretudo das classes baixas.
 Então, este mantra enganoso, entoado pela direita clássica liberal (PSDB e adjacentes), e agora pela extrema direita bolsonarista,  de que  fazer reformas é preciso, para investir em educação, saúde e segurança,  ou que privatizar é preciso para focar nestas áreas, é o que sempre foi: uma lorota.
 
De tanto constatar isso, o cidadão  mais atento deve ter náusea e raiva só de ouvir o mantra sair da boca de algum tucano, ou de algum bolsonarista, porque sabe que se trata de uma afirmação sem  qualquer sentido de verdade.
 
*A verdade é que reformas têm sido feitas para benefício do capital, e não do trabalhador*.
 
Privatizações têm sido feitas em benefício de setores privados vorazes em abocanhar serviços numerosos e rentáveis, mantidos e realizados pelo setor público.
 
Esta é a verdade dos fatos e das intenções das direitas brasileiras: usar dos governos que comandam para promover o benefício do privado,do grande capital, seja o produtivo,ou o vagabundo e nocivo rentista.
 
A outra verdade,a constante no discurso da direita liberal tucana,e  da direita bolsonarista, é cristalina: sua verdade é o dom de iludir ( ou tentar).
 
Eu, particularmente, não tolero nem ouvir falar.
Como diz o humorista André Damasceno:
Não me faz te pegar nojo!”

 

Foto: Internet Foto: Internet

Este artigo é de responsabilidade exclusiva do seu autor, não representando necessariamente a opinião do portal.

 

Comentários

Só ilusão! Só isso a direita fornece, e o resultado ao povo é a pobreza e enganação.

Adalberto - 03/10/2019 08h01

 

Comente estE ARTIGO

Mensagem  
Nome  
E-mail*  
   
  * não será publicado.

 

Soluty Zulupa.com.br © 2010. Todos os direitos reservados.
contato@zulupa.com.br - (55) 99700 5946 / 99613 5633